Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Em Destaque

Jimenez aprova teste pela Jaguar na FE: “Aproveitei a oportunidade”

Campeão do Jaguar iPace eTrophy na temporada 2018/19, Sérgio Jimenez usufruiu do prêmio pela conquista do título. Entre 9h e 13h desta quinta-feira (17), em Valência, o piloto guiou o Jaguar da geração 1 na Fórmula E e ficou bem satisfeito com a experiência, além de ter destacado o fato de ter impressionado os engenheiros da fábrica britânica ao longo dos trabalhos

 

 

 

Sérgio Jimenez teve a chance de pilotar um carro da Jaguar na Fórmula E nesta quinta-feira (17). A sessão privada, que aconteceu no circuito Ricardo Tormo, em Valência, foi um prêmio ao piloto nascido em Piedade por conta da conquista do título mundial do Jaguar iPace eTrophy na temporada 2018/19. 

 

Jimenez, que vai defender o título da categoria dos carros elétricos de turismo no próximo campeonato, foi à pista durante o período da manhã até o começo da tarde no traçado espanhol. O brasileiro voltou a acelerar um carro de fórmula após mais de dez anos. A última vez de Sérgio em um monoposto foi no já distante 2008, nos tempos em que competiu na antiga A1 GP.

 

Mas os trabalhos visando o teste em Valência começaram muito antes. Jimenez esteve nos últimos dias em Grove, na sede da Williams. É lá que fica também o simulador da Jaguar e foi onde a preparação se intensificou antes do embarque para a Espanha para acelerar nesta manhã.

 

Jimenez pilotou um modelo antigo da Jaguar, da chamada geração 1 de carros da Fórmula E, sem halo e com menor autonomia quanto ao consumo de bateria. Por isso, o campeão do Jaguar iPace eTrophy completou menos voltas do que gostaria. Ainda assim, o saldo é considerado bastante positivo, sobretudo porque o brasileiro entende que chamou a atenção da Jaguar de forma positiva.

 

 

 

Pouco depois do fim dos trabalhos de pista em Valência, Jimenez falou ao GRANDE PRÊMIO sobre a experiência de guiar um carro da Fórmula E. “Foi muito bacana. Foi uma semana muito show. A gente bateu forte para conseguir fazer o simulador lá na Williams e valeu muito a pena porque deu para ter um feedback, é um simulador muito bacana. Deu para pegar principalmente pontos de freada, o jeito de frear o carro, aceleração, então isso facilitou para chegar aqui e logo de cara andar muito rápido”.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga